[RESENHA] Guerra Civil



A épica história que provoca a separação do Universo Marvel. Homem de Ferro e Capitão América: dois membros essenciais para os Vingadores, a maior equipe de super-heróis do mundo. Quando uma trágica batalha deixa um buraco na cidade de Stamford, matando centenas de pessoas, o governo americano exige que todos os super-heróis revelem sua identidade e registrem seus poderes. Para Tony Stark - o Homem de Ferro - é um passo lamentável, porém necessário, o que o leva a apoiar a lei. Para o Capitão América, é uma intolerável agressão à liberdade cívica. Assim começa a 'Guerra Civil'.

Conteúdo:Civil War # 1 a 7
Roteiro: Mark Millar
Arte:  Steve McNiven




Finalmente estou tendo a oportunidade de falar do meu arco preferido. Não acho que eu teria um momento mais propício que esse, já que será lançado uma adaptação para ele nos cinemas. Claro que estou falando de Guerra Cívil. Caso você não tenha lido o HQ e irá ver o filme, ou você simplesmente tem curiosidade de entender mais desse arco vou tentar deixar claro pra você e com o mínimo de spoiler.

Bem, antes de mais nada leu a análise de Dinastia M? Caso não, para aqui um minuto e volta lá. Se já leu, vamos seguindo.

Guerra Civil começa com um grupo de heróis, os Novos Guerreiros, gravando um reality show, por mais que isso não faça sentido. Esses heróis acabam encontrando alguns vilões que eles não conseguiriam vencer. Mas convencidos por Speedball eles tentam mesmo assim. Em meio a essa batalha, algumas mortes acabam acontecendo. Mas o ponto principal foi o vilão Nitro, que tem a habilidade de se explodir, explode perto de uma escola e acabou matando cerca de 600 crianças.

Esse evento dividiu a opinião pública. As pessoas estavam com medo e não sabiam se podiam confiar nos heróis. Partindo do Homem de Ferro, é iniciado um registro de Super-Heróis, onde cada herói deverá revelar seus dados, incluindo sua identidade, para o governo. Em contra partida, Capitão América defende que os heróis devem continuar ajudando a humanidade da forma que podem e no anonimato, ja que todos possuem famílias ou algum tipo de laço com pessoas que não poderiam se defender caso algum vilão atacasse.

Ah, embora esse evento da escola tenha sido o estopim para esta guerra, outras coisas colaboraram. Como o Wolverine tentar matar o presente, o Hulk destruir Las Vegas. Mas, para mim, o mais importante foi o fina da Dinastia M, onde os mutantes passaram a ser uma especie em extinção, já que sobraram apenas 198.. Essa extinção causou um desnível no poder mundial, já que a maioria dos heróis são americanos, e os mutantes equilibravam a balança.

Voltando, o Homem de Ferro perseguiu os heróis renegados, que são aqueles que não concordavam com o registro, e os prendiam. O Capitão era o oposto, os heróis renegados se uniam a ele para lutar contra o governo. Se você parar pra reparar, os dois lados estão iniciando um verdadeiro exército de heróis, já que, envolvendo todo o universo Marvel, ficam centenas de heróis para cada lado.



Bem, daqui pra frente não posso mais falar. São diversos plot  twists que eu estragaria sua experiencia caso falasse. Mas o que posso dizer, é que a combinação de Mark Millar e Steve McNiven tornaram a experiencia explendida. Uma combinação um roteiro genial com um desenho perfeito resultou em um excelente arco com batalhas épicas. Não só recomendo, como é meu quadrinho favorito.

Por Filipe.

0 comentários :

Postar um comentário