[Resenha] Guia Politicamente Incorreto da História do Mundo




Autor:Leandro Narloch
Editora: Leya
Páginas 352



Sinopse: Cintos de castidade na idade Média? Eles nunca existiram - pelo contrário, manuais de medicina da época diziam que o prazer sexual era essencial à saúde das mulheres. Milhares de crianças foram exploradas nas fabricas inglesas do século 19? Está certo, mas é interessante lembrar que a revolução industrial, pela primeira vez, tornou o trabalho infantil desnecessário. E lembra aquela história de que as guerras e a miséria na África são consequência das fronteiras artificiais criadas pelos europeus? Há quase 30 anos historiadores e economistas africanos deixaram de acreditar nela. Abaixo da superfície, a historia não é tão simples quanto aquele professor militante costumava nos ensinar. Depois do sucesso do Guia Politicamente Incorreto da Historia do Brasil e do Guia Politicamente Incorreto da América Latina é hora de finalizar o trabalho. É hora de jogar tomates nos equívocos sobre a história do mundo.


Se tem uma coisa que eu amo é História! Sempre  me saí muito bem nessa matéria na época do colégio, e até hoje me interesso  por livros com um fundo histórico e pelos grandes clássicos. No entanto, confesso que ler livros de não-ficção não fazem meu estilo, mas de tanto ouvir comentários sobre O Guia Politicamente Incorreto, decidi dar uma chance para o livro e... me arrependi.

Qualquer pessoa com um mínimo de noção de mundo sabe que por mais que você tente narrar um fato histórico imparcialmente, é impossível deixar sua opinião totalmente de lado. Ela sempre vai aparecer nas entrelinhas, expondo seus verdadeiros pensamentos e opiniões.  Então sempre vão haver visões diferentes sobre o mesmo assunto, dependendo da visão política, posição social e formação da pessoa que escreve.

Como o título propõe, ele apresente uma visão "politicamente incorreta" sobre diversos temas: nazismo, Comunismo, Revolução Industrial, Ghandi, entre muitos outros.  Mas eu substituiria o Politicamente Incorreto por Guia Politicamente Capitalista da História do mundo.

E antes que alguém venha tacar uma pedra e me chamar de Comunista, saiba que eu sou apolítica, ou seja, eu sou completamente neutra no assunto (uma visão não muito popular, mas who cares?). De fato, eu me diverti com algumas curiosidades, mas foi difícil ler sobre como a Revolução Industrial foi benéfico para o trabalho infantil, e que na verdade foi o responsável pelo fim desse tipo de trabalho. Engraçado que algumas empresas ainda se valham da mesma carga horária e da mão de obra infantil, hoje designados trabalho escravo, mas que, naquela época, foi algo  benéfico para as crianças?
Vi algumas pessoas questionando, inclusive, as fontes e dados históricos que o author usou para seus argumentos. Não posso afirmar, nem negar que isso tenha acontecido, pois não pesquisei suas fontes.

Eu comecei a ler esse livro buscando ler sobre curiosidades e alguns absurdos encontrados na história, mas o que encontrei foi um absurdo de argumentos e opiniões que foram difíceis de se engolir.   




0 comentários :

Postar um comentário