[Resenha] Hospital Ship

Fonte: Dramafever



Em 2016 assisti a uns 3 dramas onde a temática médica era a principal e gostei bastante deles: Doctors Crush, Emergency Couple e Descendants of the Sun. Em 2017, confesso que não dei muita atenção a dramas médicos, e apesar de ter achado a ideia um pouco estranha, optei por Hospital Ship porque poderia ver Kang MinHyuk como protagonista.

O drama começa quando o Dr. Kwak Hyun (Kang Min Hyuk)  atende a uma mulher que está passando mal do estômago. Desconfiado do sintoma, ele pede que a mulher procure um cardiologista para averiguar melhor a situação. A mulher é mãe da Dra. Song Eun Jae (Ha Ji Won), uma excelente cirurgiã, que está buscando uma promoção. A mãe vai tentar falar com ela, mas como a mesma está ocupada, desiste. 

Bem, a mulher acaba morrendo e a Dra. Song se culpa pela morte da mãe e devido a uns problemas no hospital em que trabalha, ela decide ir para o barco hospital.

O propósito do barco hospital é atender aos pacientes que moram em áreas remotas, principalmente nas ilhas (afinal há mais de 3,300 ilhas na Coreia do Sul). E como eu amo a área médica, alguns pontos foram interessantes. Os primeiros episódios até chegaram a prender minha atenção, mas com o passar do tempo a gente percebe que a medicina fica em segundo plano, e a química entre os protagonistas que deveria segurar o drama,  simplesmente não funciona. 

Sem mencionar o fato de que o personagem da Dra. Song foi muito mal escrito, deixando-a extremamente chata e apática. Eu entendo que a intenção foi fazer uma personagem durona, com problemas de se relacionar e tudo mais. Só que fica extremamente irreal quando um personagem de mais de 30 anos não sabe se está apaixonada ou não. Olha, eu até aceito essas personagens totalmente inexperientes, quando essa questão é bem desenvolvida ou tem algo que cativa o público. O que não é o caso em Hospital Ship.

Kang MinHyuk até que se esforça dentro do roteiro que lhe foi dado, mas a carinha de bebê e a sua leveza não condizem muito com um personagem de mais de 30 anos. Na verdade, o papel do protagonista seria do Choi Ji Hyuk, só que ele acabou pulando fora do projeto. Não sei se Ji Hyuk salvaria o drama, mas acredito que o resultado poderia ter sido um pouco melhor. 

E não é só o casal que não tem química. O drama não precisava de 20 episódios (12 já estava ótimo). As subtramas foram bem fracas e repetitivas e a rotina do barco-hospital e das pessoas que trabalhavam no hospital em terra eram bem confusas. Para completar, no penúltimo episódio eles jogaram uma reviravolta que não tinha o menor sentido. 

Infelizmente, esse é um drama que nunca vou querer rever.






0 comentários :

Postar um comentário