[Resenha] Espada de Vidro, de Victoria Aveyard

Título: Espada de Vidro
Autora: Victoria Aveyard
Série: A Rainha Vermelha (Livro 2)
Editora: Seguinte
Páginas: 496
Ano:2016
                  



Rainha vermelha terminou, mostrando Mare e Call se juntando aos rebeldes, e deixando claro que o relacionamento que ambos tiveram no palácio, não seria nada mais que uma lembrança. 

Nesse livro, vemos a dinâmica desses protagonistas no meio dos Rebeldes. É notável como eles são tratados diferentes naquele lugar, Cal por ser prateado e Mare por ser uma aberração. Então isso meio que reaproxima os dois. 

Farley, junto com mais alguns rebeldes, além de Mare e Cal, decidem criar um destacamento que tem por objetivo resgatar o maior número possível de vermelhos especiais, ou sanguenovos, que foram listados nas anotações de Julian, além de salvá-los de Maven. Mare quer usar esses sanguenovos para formar um exército especial, liderado por Cal.

Eu nunca achei rainha vermelha um livro muito original, mas também nunca achei que ele parecesse uma salada-mista das distopias. Como eu disse anteriormente, ele é um mistura de clichês que dão certo, e no primeiro livro, a Mare foi um dos pontos principais que me fez embarcar nessa jornada. Confesso que eu andava um pouco orfã de uma Katniss Everdeen ou de uma June Iparis na minah vida.  

O problema é que nesse segundo livro, a Mare está insuportável. Ela assume com prazer o papel de coitada e se culpa por todos os infortúnios que as pessoas ao seu lado passaram. Eu não estou querendo dizer que ela não deveria ter sentimentos, nem nada do tipo. Eu imagino que o peso da culpa de ter causado sofrimento a alguém, deve ser esmagador. Mas ela realmente precisava ficar se lamentando a todo instante?

Outra coisa que não me desce muito, é esse peseudo-triângulo amoroso entre Cal, Mare e Maven. Durante o primeiro livro, eu percebia que ela tinha uma conexão muito forte com o Cal, e que existia um carinho muito grande dela pelo Maven, e que ela se esforçava a transformar isso em amor. Só que nesse livro, parece que os sentimentos dela por Maven são da mesma intensidade que por Cal, e eu simplesmente não consigo ver isso. De maneira alguma. 


0 comentários :

Postar um comentário