[Resenha] Volte para mim, de Paola Aleksandra



Título: Volte Para Mim
Autora: Paola Aleksandra
Editora: Planeta
Páginas: 304
Ano:2018


Volte para mim é o livro de estreia da Paola Aleksandra. Para quem não conhece a Paola, ela é a
dona do blog/canal Livros e Fuxicos, além de ser a Rainha dos Romances de Época do Youtube
(o adendo é meu XD). E seguindo seu gosto literário, ela decidiu escrever um romance de época.

Brianna Hamilton é filha de um duque e cresceu ouvindo as histórias da mãe sobre a Escócia e sobre
as aventuras que a mesma vivera nas highlands. Ouvir essas histórias despertou nela o grande desejo
de conhecer essa terra e sua herança, mas toda vez que ela pedia a seus pais para visitar o local,
o Duque e a Duquesa acabavam desconversando  e adiando a viagem. Depois de certos
acontecimentos, Brianna foge para a Escócia, deixando para trás seus pais, sua irmã, Malvina e
seu melhor amigo, e grande amor, Desmond.

Onze anos se passam, e Brianna está de volta a Inglaterra, devido a uma doença na família, mas
antes ela precisa lidar com toda a mágoa que sua fuga e a distância subsequente causou
naqueles em quem ela ama, Desmond sendo o principal entre eles. Brianna e Des prometeram
manter contato por cartas, até seu regresso a Inglaterra. Brianna manteve sua promessa, mas Des
não escreveu nem uma única vez.

Antes de ser um livro sobre o romance de um casal, Volte para mim é um livro sobre perdão e
laços familiares . Nós estamos acostumados a ler livros de romance de época que seguem quase
que uma receita de bolo: o primeiro beijo acontece por volta do quarto capítulo, lá pelo décimo
eles estão juntos, alguns capítulos depois acontece alguma coisa que os separa e nos últimos dois
capítulos eles se reencontram. Por mais que conheçamos o desenrolar do livro, não deixamos de
aproveitar a jornada. Mas há aqueles livros que fogem desse padrão e te tiram completamente do
eixo. O primeiro tapa na cara que recebi desse gênero foi com A Promessa da Rosa de Babi A. Sette,
agora recebo o segundo com de Volta Para Mim.

Paola conseguiu criar uma história que pode se passar em qualquer época, justamente por seus
personagens serem tão verossímeis. É um livro atemporal. Em determinadas situações parecia que
eu estava lendo um livro contemporâneo. Não pela autora ter tido problemas em ambientar a obra,
mas  é que era tudo tão atemporal que eu conseguia enxergar certos aspectos numa história atual.

Ainda fugindo do padrão desses estilo nós somos apresentados a uma mocinha muito forte. Confesso
que metade disso diz respeito à criação fora dos padrões que seus pais lhe deram. Ela é forte,
decidida e não tem medo de ir atrás dos seus sonhos. Como disse anteriormente, o livro é sobre
perdão e sobre deixar o orgulho de lado, abrir seu coração e deixar que o amor cure suas feridas.

O único pecado desse livro é não ter mais páginas. Parece clichê, mas é verdade. Eu queria mais
diálogos e cenas entre o Desmond e a Bri. Não me entendam mal, há muitas cenas entre eles, mas,
às vezes, eu tinha a impressão de que eles passavam mais tempo pensando um no outro, do que
estando um com o outro de fato. Acho que eu queria mais encontros, sabe?

Volte Para Mim nos mostra que o amor encontra seu próprio caminho, desde que o perdão ande ao
seu lado. Ouso dizer que foi uma das melhores leituras que fiz este ano, e sem dúvidas, estou
aguardando a continuação. (Vem, Malvina!)  



1 comentários :

  1. Vejo bons elogios para este livro e apesar de não ler muito romance de época, sinto curiosidade por esse.

    ResponderExcluir